Logo iDISC - Making Communication Easy

Alerta para exportadores: Os clientes querem informaçöes em seu próprio idioma


10 Maio de 2016


Descrição

A escolha do idioma que uma empresa exportadora utiliza em seus materiais comerciais, técnicos e comunicações por escrito é essencial para se estabelecer em um mercado exterior.

 

Isso soa exagerado?

 

Continue lendo, porque na verdade traduzir somente para o inglês é um erro enorme, e vamos contar o motivo.

 

MENOS PESSOAS FALAM INGLÊS DO QUE VOCÊ PENSA

 

No mundo dos negócios internacionais o inglês é um “must”, mas você já parou para pensar quantas pessoas utilizam esse idioma em outros tipos de negócios?

Por exemplo: os padeiros? os arquitetos? os médicos? os mecânicos? os técnicos de manutenção?

 

São muitas as pessoas que se dedicam a oferecer produtos ou serviços a clientes locais e que, apesar de terem estudado inglês, não necessitam usar o idioma em sua profissão ou em seu dia a dia.

 

De acordo com os resultados do Eurobarometer 386, nos países europeus não anglo-saxões:

  • Cerca de 38% dos entrevistados disse que fala inglês suficientemente bem para ter uma conversa.
  • Cerca de 25% se considera capaz de ler um artigo em jornal ou revista em inglês.

Ainda pensa que é uma boa ideia ignorar os demais idiomas?

 

Continue lendo, porque tem mais!

 

Fonte: TNS Opinion & Social, solicitado pelo General Education and Culture, Directorate General for Translation e Directorate General for Interpretation, Special Eurobarometer 386 – EUROPEANS AND THEIR LANGUAGES. Disponível em: http://ec.europa.eu/public_opinion/archives/ebs/ebs_386_sum_en.pdf

 

EMBORA ENTENDA INGLÊS, A MAIORIA DAS PESSOAS PREFERE SUA LÍNGUA MATERNA

 

Os estudos indicam que há uma grande diferença entre ser capaz de utilizar um idioma e fazê-lo de maneira espontânea.

 

De acordo com o estudo “Can’t Read, Won’t Buy” da Common Sense Advisory, realizado em 10 países não anglófonos na Europa, Ásia e América do Sul, 75% dos usuários preferem comprar produtos de sites escritos em sua língua materna. E, além disso, 55% somente considera comprar se o site está em seu idioma.

 

Fonte: Donald A. DePalma, Robert G. Stewart, Vijayalaxmi Hegde, Can’t Read, Won’t Buy. Common Sense Advisory Inc, 2014. Disponível em: http://www.commonsenseadvisory.com/AbstractView.aspx?ArticleID=8057

 

E O NÚMERO É AINDA MENOR QUANDO OLHAMOS PARA BUSCAS EM INGLÊS

 

A maioria das pessoas busca informações em sua língua materna, um fato que podemos comprovar nos dados públicos do Google.

 

Para se ter uma ideia da importância da situação, vamos comparar as buscas no território espanhol em dois idiomas diferentes para uma palavra-chave genérica: “tiempo” (em inglês: weather).

 

De acordo com os dados do Planejador de palavras-chave do Google (consultado em 30/3/2016), a média de buscas mensais:

  • para a palavra “tiempo” é 5.000.000 buscas,
  • para a palavra “weather” é 246.000 buscas.

Ou seja, de todas as pessoas que querem saber informações sobre o tempo, apenas 5% busca em inglês.

 

É um fato conhecido de que as pessoas nos países do Norte da Europa falam melhor inglês do que no Sul. Segundo o Índice de Proficiência em Inglês da EF, os suecos têm o melhor domínio desse idioma, então vamos fazer o mesmo experimento para a Suécia.

 

De acordo com os dados do Planejador de palavras-chave do Google (consultado em 30/3/2016), a média de buscas mensais:

  • para a palavra “väder” é 673.000 visitas,
  • para a palavra “weather” é 74.000 visitas.

Ou seja, na Suécia, somente 10% dos usuários se informa sobre as condições climáticas em inglês.

 

Claro que esses dados mudam de acordo com a palavra-chave pesquisada, mas eles servem para nos dar uma ideia.

 

Fonte: EF Education First Ltd., Índice de Proficiência em Inglês da EF, 2015. Disponível em: http://www.ef.com.es/epi/

 

INVESTIGUE QUAIS IDIOMAS SEU PÚBLICO-ALVO UTILIZA

 

Se sua empresa exporta a países não anglo-saxões, nunca suponha que ao traduzir apenas para o inglês você vai alcançar esse seu público-alvo.

 

O melhor conselho é investigar bem os idiomas do país de destino, já que, se esse detalhe é ignorado, você pode perder até 90% de oportunidades de atrair a atenção de seus clientes em potencial.

 

 

Pere Grivé i Ayguadé
Diretor Geral
iDISC Information Technologies


  • Traduzir
ISO-9001 | ISO-17100Ministério da Fazenda e Administração Pública
Siga-nosFacebookTwitterLinkedInYoutube
© 2019 iDISC Information Technologies, S.L. | Todos os direitos reservados | Passeig del Progrés, 96 - 08640 Olesa de Montserrat (Barcelona) | Tel. (+34) 93 778 73 00